A expansão ultramarina e a formação da nação portuguesa

O APOGEU E A QUEDA DO FEUDALISMO – BIBLIOGRAFIA: CLARENCE JOSÉ DE MATOS e CÉSAR A. NUNES

Divisão do período feudal e suas características – Na idade média era crença comum que no ano 1000, o mundo acabaria. É sabido que isso não ocorreu. Na verdade, essa foi com certeza a época que assinalou o ressurgimento do comércio e o início das transformações gerais pelas quais a Europa passou ao longo do período que se iniciou no século XII e se estendeu até o século XVI (DESCOBRIMENTO DO BRASIL).

Para melhor entendimento da idade média, faz-se necessário que lembremos que ela é dividida em ALTA IDADE MÉDIA E BAIXA IDADE MÉDIA. A Alta Idade Média – vai do século V ao século X – que se caracterizou pela formação da sociedade medieval, marcando a transição do escravismo ao feudalismo. A Baixa Idade Média – vai do século X ao século XV – caracterizando-se pela consolidação do feudalismo.

Pensamento do dia

“O demônio sempre se infiltra entre os políticos. Então, eles começam a brigar entre sí. O poder se transforma em uma questão de orgulho. Não tem mais nada a ver com vivermos juntos e acabarmos com a guerra”

Bob Marley

Anúncios

HISTORIA DO BRASIL

BIBLIOGRAFIA: CLARENCE JOSÉ DE MATOS e CÉSAR A. NUNES

São decorridos 511 (QUINHENTOS E ONZE) anos, desde aquele instante em Cabral decidiu desviar sua esquadra – que seguia ao largo da costa africana para a Índia – e encontrou terras virgens e desconhecidas, até os dias de hoje, quando um congresso constituinte apresentou ao povo e à nação uma nova Constituição.

É uma longa história, embora seja curta se comparada com a história de outras nações, que registram acontecimentos em datas anteriores a Cristo.

Procuraremos da melhor maneira possível transmitir a todos as peculiaridades do capitalismo num país de industrialização tardia, os grandes períodos serão analisados sob a ótica dos aspectos econômicos, sociais e culturais, além dos políticos.

Pensamento do dia

Os milionários quiseram comprar a felicidade com seu dinheiro, os políticos quiseram conquistá-la com seu poder, as celebridades quiseram seduzi-la com sua fama. Mas ela não se deixou achar. Balbuciando aos ouvidos de todos, disse: “Eu me escondo nas coisas mais simples e anônimas…”

Augusto Cury

Obrigado e até a edição de um novo artigo.

Adilson Viana

O que é ecologia

Em 1986, o biólogo alemão Ernest Haeckel, em sua obra Morfologia Geral dos Organismos, propôs a criação de uma nova e modesta disciplina científica, ligada ao campo da biologia, que teria por função estudar as relações entre as espécies animais e o seu ambiente orgânico e inorgânico. Para denominá-la, ele utilizou a palavra grega oikos (CASA) e cunhou o termo “ECOLOGIA” (CIÊNCIA DA CASA).

A mesma palavra grega havia sido usada anteriormente para denominar outra disciplina, que também viria a ocupar lugar de destaque no mundo contemporâneo – a “ECONOMIA” (ORDENAÇÃO DA CASA).

Observação: Essa modesta proposta está muito distante do debate atual sobre os temas ditos ecológicos nos meios de comunicação.

Pensamento do

“Mudamos os políticos,
não a política”.

(Edson Nelson Soares Botelho)   

Obrigado pela visita

Adilson Viana